20 de abr de 2008

Problema Tolo: como começar?

Tá certo. Fui lá e fiz um blog. Criei um nome, comecei um layout... e antes mesmo de debutar, ele já está me consumindo. Porque a necessidade de dar logo o pontapé inicial vem me inibindo. Como se o primeiro post tivesse que ser perfeito e não apenas um textinho qualquer para começar a esquentar os motores de maneira tímida.

E tem a Fernanda, do conceituado blog Sem Dúvida, sucesso total, na expectativa. É uma responsabilidade muito grande.

Se até ela acha que um blog com as bobagens que eu penso e falo ficaria legal, então pode ser ela tenha razão mesmo!

Mas o problema é começar... como escrever? Que "escola" blogueira seguir?

É aí que eu me pego pensando o quanto isso tem a ver com o nome do blog. Problema Tolo.

A gente repara em muita coisa ao longo do dia. E nos deparamos com uma série de pequenos problemas diários que muitas vezes são tolos. Ou são problemas pra gente, mas tolices pros outros. Ou vice-versa. Ou são coisas normais, mas que deixamos nos consumir e acabam se tornando problemas mesmo... ou não!

Tem aquela visão batida do copo-meio-cheio / copo-meio-vazio que tanto na visão do otimista quanto na do pessimista possui problemas... mais ou menos tolos. Mas tem.

O fato é que a gente adora falar mal, reclamar... apontar... desabafar... e no caso de um novo velho otimista como eu, tratar dos pequenos problemas tolos do dia a dia da melhor maneira possível: com humor. E com os problemas mais sérios, tentar encará-los para que eles se tornem quase tolos ao nosso ver.

Vou tentar falar sobre tudo isso por aqui. E que isso não se torne um problema!

Além de falar de coisas que eu gosto também como música, cinema, animação, fotografia, etc.

E pensando bem, não há maneira melhor de começar o blog do que com um texto tolo como este.