26 de jun de 2008

Censuras Legais

Cada vez mais órgãos de imprensa estão sendo proibidos de publicar reportagens e recebendo multas por noticiar fatos que contrariam o interesse de pessoas ou grupos. Tudo isso com o amparo da Justiça, que vem acatando a processos e punindo os mais diversos meios de comunicação.

Uma simples busca no Google demonstra isso.

Às vezes juízes chegam até a impedir a veiculação de matérias ainda não publicadas. Algumas são classificadas por advogados que defendem interesses dos “noticiados” como “denúncias sem fundamento”, por exemplo.



Recentemente a Igreja Universal usou seus fiéis para mover ações orquestradas contra jornais e jornalistas para impedir a publicação de notícias sobre o enriquecimento de seu império. Fiéis de vários Estados abriram processos ao mesmo tempo, com argumentos idênticos: se sentiram caluniados ao lerem reportagens com denúncias sobre a duvidosa igreja. Ironicamente, um juiz decretou que a onda de processos era de “má fé”.

Mesmo amparada por lei, censura nunca pode ser legal. Intimidação de jornalistas e meios de comunicação impedidos de dar notícias representam um retrocesso e uma ameaça à liberdade de informação no Brasil.

Para quebrar o gelo sem sair do assunto censura, aqui vai um divertido clipe do "Brighton Port Authority", novo projeto de Fatboy Slim. A música chama-se Toe Jam e conta com a participação de David Byrne, ex-vocalista do Talking Heads.

O vídeo mostra um monte de gente tirando a roupa, com brincadeiras visuais sendo formadas com tarjas de censura:



Veja aqui também:
+ "Censura" por "Censura...

25 de jun de 2008

24 de jun de 2008

Mutantes em comercial do McDonald's

Propaganda americana do McDonald's que usa de trilha sonora a música "Minha Menina", de Jorge Ben, na versão com Os Mutantes:



Veja aqui também:
+ Comerciais surreais do McDonald's da Suécia

"Pô, quixtranho..."



Logo pela manhã me deparei com essa estranha cena na home do UOL. Se você também achou essa imagem um tanto quanto esquisita, clique nela para descobrir de que se trata.

23 de jun de 2008

Chocolate Rain e seus filhotes

“Chocolate Rain” é um clipe musical que fez um sucesso estrondoso na internet. Tanto o vídeo como a música são bem simples, mas o carisma de seu criador, Tay Zonday, falou mais alto.

Usando uma camiseta branca com apenas uma cortina ao fundo, ele canta com uma voz hipnoticamente grave por cima de um sampler repetitivo e uma melodia grudenta tocada no teclado, que lembra em alguns momentos músicas de videogames antigos.

Além disso, ele tem uns cacoetes esquisitos, como entortar a boca constantemente e afastar a boca do microfone para respirar. O vídeo original foi visto mais de 24 milhões de vezes no You Tube:



De tão conhecido, Tay Zondai passou a ser convidado para entrevistas em programas de TV, participações em shows de artistas consagrados, comerciais, além de sua canção ter virado alvo de inúmeras paródias e versões remixadas.

Participou do mais recente clipe do Weezer, que reuniu e homenageou grandes ícones dos vídeos virais da internet.

Uma propaganda que ficou bem divertida foi a de um refrigerante sabor "Cherry Chocolate" que convidou o rapaz para fazer uma versão "Hip Hop Gangsta" com direito a vários clichês desse tipo de clipe:



No campo das paródias, recomendo essa versão Bossa Nova, criada por um brasileiro, com direito a letra nova e engraçadinha:

21 de jun de 2008

"Processe Todo Mundo!"

Em uma das tentativas de frear a livre troca de arquivos pela internet, a associação que defende os interesses das grandes gravadoras, RIAA, decidiu (tentar) processar os internautas que baixarem músicas ilegalmente.

Acreditam que as vendas de discos caíram graças aos downloads. Claro que isso influencia bastante, mas o pessoal do site Camp Chaos acha que a culpa também é da música produzida atualmente, que seria uma porcaria.

Nessa animação eles homenageiam alguns artistas que defendem fielmente os interesses das grandes gravadoras como o Metallica, Elton John, Eminem, entre outros.

Parodiando a música "We Are The World", de Michael Jackson, criaram a música "Sue All The World", em português: "Processe Todo Mundo".

Só consegui encontrar o vídeo em inglês (sem legendas):



Outra música que aborda o assunto de maneira irônica e inteligente é a "Don’t Download This Song", de "Weird Al" Yankovic que pede: "Não baixe essa música. Vá a uma loja de CDs, como você sabe que deve fazer!"

Para ver o clipe legendado em português, clique aqui:



Se prefere ver o mesmo vídeo em uma qualidade superior, porém sem legendas em português, clique aqui.

E se você não tem escrúpulos nem medo de ser processado e quer baixar músicas mesmo assim, recomendo alguns sites na seção "Links - Downloads" localizada na coluna da direita do blog.

18 de jun de 2008

Biografias Cleptomaníacas

Depois da polêmica recém lançada biografia de Paulo Coelho, que cita detalhes bizarros da vida do "imortal", uma grande personalidade da política e das páginas policiais presenteou o mundo com suas controversas memórias.



É Paulo Maluf, nesta foto imitando "O Pensador" de Rodin.

Diferente do "rei" Roberto Carlos, que censurou o livro que contava a história de sua vida, Maluf autorizou sua biografia.

Ele ditou ao jornalista Tão Gomes Pinto versões malufistas de diversos acontecimentos de sua carreira. Falou até de quando foi preso em 2005. O livro tem um título, digamos, pitoresco: "Ele - Maluf, Trajetória da Audácia".


Como todo mundo que tem um passado discutível, Maluf afirma no livro que "se arrepende apenas do que não fez". Imagina o que podem ser essas coisas?

O curioso é que o rabino Henry Sobel, que foi preso nos Estados Unidos por furtar gravatas, e também lançou recentemente uma biografia, esteve presente na festa de lançamento do livro de Maluf e afirmou: “Não o admiro como prefeito, governador ou presidente. Admiro-o como Maluf”.

Como assim?

Para os que admiram as histórias de vida de cleptomaníacos famosos, agora é só aguardar as biografias de Winona Rider e Ronaldo Ésper!

15 de jun de 2008

Pedaladas Peladas na Paulista

Ando apaixonado por minha bicicleta, e já faz um tempo. Estamos tendo um caso maravilhoso de amor verdadeiro, companherismo e respeito. Sou capaz de passar o dia inteiro em cima dela, sentindo muito prazer com isso. Gosto tanto, que até tenho um álbum dedicado à ela no orkut. De Dia dos Namorados, dei-lhe uma lubrificação de presente. Fazemos passeios deliciosos, sem agredir o meio ambiente, e ainda faço um exercício!

Mas nem por tudo isso tive coragem de ficar pelado em cima da minha bicicleta em plena Avenida Paulista como muitos ciclistas ativistas fizeram no "World Naked Bike Ride", evento que ocorre em várias cidades ao redor do mundo e que teve a primeira edição realizada em São Paulo no último sábado:



Brincadeiras à parte, para tristeza dos tarados de plantão, não era um protesto erótico. Pelo contrário. A manifestação ocorreu por uma causa muito justa, pois nu é como qualquer ciclista se sente numa cidade onde não há apoio público à utilização da bicicleta como meio de transporte. Além do escasso investimento dos governos em infra estrutura para incentivar esse uso, falta ainda respeito por parte dos que não conseguem enxergar vida fora de suas caras caixas metálicas com vidros elétricos e ar condicionado.

São aquelas pessoas que reclamam que o trânsito está um caos, mas não usam o transporte público para não ter que dividir espaço com "gentalha" e ainda compram outro carro por causa do rodízio. Essas pessoas toleram um carro a mais em suas garagens e na frente delas nos incontáveis engarrafamentos da cidade, mas não costumam ver com bons olhos um ciclista desprotegido se locomovendo pela metrópole sem poluir. Mesmo o ciclista sendo um carro a menos.

Fotos que tirei na World Naked Bike Ride - São Paulo (2008)

Apesar da nudez de alguns ciclistas, tudo ocorreu muito bem como costuma acontecer em ambientes onde o respeito ao próximo é cultivado. Aliás, num clima muito mais suave do que muito desfile de carnaval que a gente vê na TV.

Tinha gente de todas as idades, mais ou menos politizadas, todas no intuito de reivindicar respeito aos ciclistas, - e por que não? - se divertir. Crianças e idosos ao lado de homens e mulheres nus sem que houvesse falta de respeito por parte de ninguém. Curiosos nas janelas dos ônibus e prédios acenavam sorrindo.

Isso até o momento em que a Polícia Militar resolveu estragar o clima de harmonia, prendendo um dos participantes do protesto, André Pasqualini, que publicou a versão dele em seu site. Eu estava muito perto na hora da prisão e posso afirmar que ele estava tão pelado quanto outros manifestantes que se dispuseram a tirar a roupa e tão comportado como todos os que acompanhavam o comboio.


Foto: André Penner/Associated Press

André Pasqualini foi preso de maneira truculenta. Sprays de pimenta, cacetetes, motos acelerando em cima dos ciclistas. Tudo caminhava para uma grande lambança patrocinada pelos que estavam lá para "manter a ordem", mas os manifestantes mantiveram a calma e seguiram com o protesto mudando o percurso original em direção à delegacia para pedir a soltura do colega preso.

Depois de confirmarmos que André seria solto após os tradicionais trâmites burocráticos, subimos a Rua Augusta e chegamos novamente à Praça do Ciclista. Ficou a sensação de que, apesar da prisão injusta de um dos participantes, a mensagem foi passada. Eu apóio totalmente a causa e sugiro alguns links sobre o assunto:

www.bicicletada.org
www.worldnakedbikeride.org
www.apocalipsemotorizado.net
www.ciclobr.com.br

E em homenagem específica à "Bicicletada Pelada", aqui vai o clipe da música "Bycicle Race" do Queen, que também foi censurado por mostrar mulheres peladas andando de bicicleta:



"I Want To Ride My Bycicle! I Want To Ride It Where I Like!"

E indecente é o trânsito de São Paulo!

13 de jun de 2008

Marionetes e "água mágica"

A antiga série de TV Thunderbirds era divertida de assistir porque mostrava incríveis cenas que faziam crianças (e adultos) imaginarem brinquedos com vida, mas que apesar de muito bem feitas pra época, ainda tinham um charme a mais pelo fato de toda marionete ter uma tosquice natural:



Os criadores do desenho South Park levaram um pouco dessa escola para a animação, deixando a movimentação dos personagens propositalmente tosca. Depois de um tempo, levaram a referência ao extremo com o tosco muito bem feito (e engraçado) Team America:



Já nesse vídeo, vemos o personagem Brains, do Thunderbirds fazendo peripécias extremamente bem feitas (obviamente com ajuda de animação gráfica) em um comercial de água:



O que será que tem nessa água, hein? Deve ser mais forte do que Red Bull! Ou será que o comercial é assim para atingir o público que fica mais ou menos desse jeito em festinhas, justamente com uma inseparável garrafa d'água na mão?

12 de jun de 2008

Haja paciência com meninas mimadas!

O caso Isabella Nardoni deu uma esfriada e por isso os jornais e a população carente de um escândalo já estavam esfregando as mãos com mais uma tragédia no horizonte.

Duas meninas bonitas e “bem criadas” tinham ido ao cinema, quando simplesmente desapareceram. E-mails emocionados começaram a pipocar. Programas de TV já alertavam para o risco de mais uma terrível história sangrenta enquanto mostravam as fotos das mocinhas.



E aí, para alívio da família e tristeza dos “urubus” de plantão, não era nada demais. Apenas adolescentes "em busca de aventura", como elas mesmas afirmaram. Haja paciência com essas menininhas "bem criadas", mimadas e inconsequentes.

Ana Lívia (16) e Giovanna (15) estudam em um colégio cuja mensalidade é R$ 1.200,00. Segundo seus pais, sempre tiveram acesso à informação, carinho e até uma certa dose de liberdade. Além disso, fizeram viagens internacionais e tinham aparelhinhos desejados como iPods e filmadoras, que venderam para financiar a fuga.

Num exemplo de burrice, fugiram em direção ao Sul do Brasil com apenas R$ 250,00 em mãos, na intenção de esperar completarem 18 anos para depois partirem para Buenos Aires. Apesar de todo mundo saber como as temperaturas naquela região são mais baixas, elas não levaram nem ao menos roupas de frio.



Já no quesito falta de consideração, um funcionário do hotel onde se hospedaram em Santa Catarina as ouviu dizendo que queriam "fazer festa" enquanto fumavam cigarros para se sentirem mais adultas.

Ao serem localizadas ontem, declararam que o período em que ficaram sumidas foram os “seis dias mais legais da vida delas”. Sabendo que seus pais estavam desesperados e chorando elas disseram: “fazer o que?”

Não sei se isso é provocado por uma criação errada, se por caráter distorcido desde o nascimento, ou se por uma combinação malígna dos dois.

Mas, com certeza, esse é um dos motivos que me faz pensar duas vezes antes de resolver ter filhos.

E você, o que acha?

Tem que levar na SPORTiva...

- (momento "sacanagem futebolística")...

Para todos os que andam eufóricos com o desempenho do Corinthians na Segunda Divisão e aos que estavam certos da vitória diante do Sport Club do Recife na Copa do Brasil (ou Campeonato Brasileiro genérico) aqui vai uma homenagem/flagrante em forma de poesia que surge do povo, como uma explosão de paixão:



Como consolo à enorme Nação Corintiana fica a certeza de que ao menos um título expressivo foi vencido em 2008:



E para quem quer uma SEGUNDA opinião:

10 de jun de 2008

Amy Winehouse: que droga de racismo!

Coisa mais lindinha do papai!

A última de Amy Winehouse tinha sido sua fuga de casa por medo de fantasmas, mas a do momento é um vídeo que foi divulgado por um tablóide inglês em que ela aparece com seu marido cantando uma música racista cercada por aparatos para uso de drogas:



O marido dela que já está preso, foi condenado ontem por ter agredido o dono de um pub.

Amy Winehouse pediu desculpas pelo vídeo.

"Gente louca e assombrada" é assim mesmo.

Sempre fazendo merda e pedindo desculpas.

9 de jun de 2008

"Censura" Por "Censura"...

A Globo está inaugurando um portal de vídeo na internet dedicado à sua memória e consequentemente à memória do povo brasileiro. Bem aos moldes do You Tube, o site tem busca por palavras chave para pesquisa de "vídeos com novelas, programas e coberturas jornalísticas, boletins de programação, scripts, memorandos internos, cartas, bilhetes, relatórios, jornais e revistas, fotografias, desenhos, etc."

No clima "abrindo o jogo", o site abre espaço inclusive para temas polêmicos, como o famoso debate entre Collor e Lula em 1989 ou a ligação da Rede Globo com o Regime Militar.

A campanha publicitária do portal associa essa atitude da Globo a um combate à censura e insinua um comprometimento total com os tempos de liberdade de informação. Serve tanto para dizer que não tem nada a esconder, como para cutucar a Classificação Indicativa, criada pelo Ministério da Justiça.

O mais interessante é que a SKY, empresa de TV por assinatura que faz parte das Organizações Globo retirou recentemente o sinal da MTV Brasil do ar, sem dar satisfação a seus assinantes. O slogan da SKY diz: "TV É Isso".

A MTV respondeu com a seguinte campanha durante sua programação:



O que você acha?

6 de jun de 2008

Graffiti animado

Sensacional essa animação feita com grafitti em muros:



Imagina o trabalho que deu!

Outro artista que vale a pena conhecer é o Banksy, misterioso inglês que faz geniais intervenções urbanas.



Clique aqui para conhecer algumas.

3 de jun de 2008

Farsas Religiosas

O Papa Bento XVI anunciou que o "Santo Sudário" terá sua exposição pública liberada em 2010. Segundo a lenda, o pano teria gotas de sangue de um homem crucificado, que formaria o desenho do rosto de alguém com as feições de Jesus.



Na prática, o Vaticano vai expor mais uma farsa, já que testes científicos com o velho e bom Carbono 14 realizados no Reino Unido, Suíça e EUA, indicaram que o tecido data de no mínimo 12 séculos depois da crucificação de Cristo.

Sabemos que no geral, as Igrejas não são muito adeptas aos estudos científicos, nem ao esclarecimento real da população. Desde a época da Inquisição, quando ameaçaram queimar Galileu Galilei por ele ter dito que a Terra era redonda, até a recente polêmica dos estudos com células tronco.



Enquanto isso, evangélicos invadiram e destruíram um Centro de Umbanda no Rio de Janeiro. Eles diziam estar agindo em de nome de Jesus e que buscavam o demônio, que estaria lá dentro. Maculando a Liberdade de Culto garantida pela Constituição Brasileira, eles quebraram imagens religiosas e agrediram pessoas. Foram presos. Assim como foram presos os bispos Hernandes e Sônia, fundadores da igreja Renascer.

E o rebanho continua com a visão escurecida pela ignorância, como podemos ver nessa matéria do programa CQC na última Marcha Para Jesus:

"Rock In" Onde?

O Rock In Rio surgiu em 1985 e colocou não só o Brasil, mas a América do Sul inteira no mapa dos grandes festivais do mundo. Atingiu na sua primeira edição um público equivalente a 5 Woodstocks e trouxe para o Hemisfério Sul nomes como Queen, Ozzy Osbourne, Iron Maiden, AC/DC, entre outros.

Foi na época do primeiro Rock In Rio que o Freddie Mercury tirou um barato com a Glória Maria na sacada do hotel Copacabana Palace:



Em 1991 aconteceu o Rock In Rio II, que brindou a audiência com apresentações de grupos como INXS, Santana, Guns N'Roses, Sepultura, etc.

No fundo era incrível. O rock de reconhecidos nomes internacionais invadindo uma das cidades mais bonitas do mundo, de povo alegre, festeiro e receptivo. Até o logotipo do evento era favorecido pela fácil associação do desenho da América do Sul estilizado no formato de uma guitarra.



Mas veio o ano 2001 e parte do peso do nome "Rock in" foi deixado pra trás, através da presença de artistas como Daniela Mercury, Fernanda Abreu, Carlinhos Brown, 'N Sync, Britney Spears, Sandy & Junior e por aí vai.

Aí então o fanfarrão empresário Roberto Medina, criador do festival, lançou em 2004 o Rock In Rio - Lisboa, que se repetiu em 2006 e 2008. Para completar, tivemos também nesse ano o Rock In Rio - Madrid.



Não é ridículo um festival da importância do Rock In Rio manter uma incoerência tão grande, do nível de erro gramatical, já no nome?

Não era mais tão "Rock" fazia um tempo, e ultimamente nem "Rio" é mais! Eles poderiam batizar o festival como "In" apenas. Ou simplesmente usar a identidade visual e "editorial" do evento, adaptando a localização no nome.

"Rock In Lisboa" e "Rock In Madrid" soariam muito melhor e não deixariam de remeter à marca que ficou conhecida por seu valor cultural e histórico.

Néam?

"Cinema de Bordas" e Inclusão Digital

A Universidade Anhembi Morumbi realizou na semana passada a mostra Nas Bordas do Cinema Brasileiro, com produções cinematográficas artesanais realizadas por autodidatas.

Com a tão falada "inclusão digital", mais gente passou a conseguir realizar produções audiovisuais. Algumas com mais, outras com menos qualidade. Várias fizeram sucesso por abordarem temas regionais e levarem sotaques e costumes de um povo para o mundo mágico do cinema. Outras caíram na graça do público justamente por serem engraçadas e toscas.

Não precisa ser um profissional de Comunicação para rachar o bico com algumas produções geniais que pipocam na internet todos os dias. Como por exemplo, nosso amigo André Amorim, que faz um programa "jornalístico" bizarro com uma Web Cam ruim, um microfone de má qualidade, um programa de edição amador e um resultado sensacional:



Algumas coisas divertidas para reparar nesse vídeo:

- ele apenas lê o site do Jornal O Dia, incluindo as promoções e propagandas;
- devem ter falado que ele tinha "voz de locutor" e ele acreditou;
- este homem tem o talento nato para recitar poemas;
- essa é a edição nº 441! Imagina quanto tempo ele já perdeu com tudo isso?
- ele mesmo dispara as trilhas do próprio computador, incluindo o sensacional sampler "Brasil-il-il!"
- tem um "J.A.A." mal feito colado na porta do armário das Casas Bahia;
- não tenho o que falar sobre os créditos finais;

Tem quem acredite se tratar de uma campanha viral e pouco ortodoxa do próprio Jornal O Dia. Eu acho que é apenas mais um doido usando os milhões de bytes disponibilizados diariamente pelo You Tube para produzir e armazenar bizarrices.

O que você acha?

2 de jun de 2008

Clipe do Weezer cheio de webhits

O novo clipe do Weezer, "Pork And Beans" faz referência a vários vídeos virais que se espalharam pela internet e acabaram se transformando em verdadeiros hits. E o mais genial é que eles localizaram alguns participantes dos vídeos originais e convidaram para participar do clipe.

Assista aqui:


Reconheceu clássicos como "Leave Britney Alone", "Numa Numa", "Afro Ninja" ou "Dramatic Squirrel"?

Para ver a lista completa de todos os vídeos homenageados no clipe, clique nesse link:
buzzfeed.com/scott/weezer-pork-and-beans-video

Quem mandou?
Flavia Boggio

Lula anuncia "Carro Verde"

Em sua cruzada mundial a favor dos biocombustíveis, o presidente Lula acaba de anunciar o protótipo de um automóvel feito com partes plásticas produzidas a partir do etanol e não do petróleo.

O projeto brasileiro foi chamado de "Carro Verde".



Mas como dá pra notar na foto, o "carro verde" é branco.

1 de jun de 2008

Tatuagens Horríveis

Minha mãe sempre foi muito moderna. Aprendi muita coisa com ela, principalmente sobre música. E ao contrário da maioria das mães, ela queria porque queria que eu usasse brinquinho quando eu tinha 14 anos. E eu, ao contrário da maioria dos moleques nessa idade, não achava a menor graça. Nada contra artefatos que modificam o corpo nem contra as pessoas que apreciam essa prática, mas brincos, piercings, tatuagens, nunca fizeram meu tipo.

O fato é que independente de quem tatua o quê e quanto, sempre existe aquela peculiar característica de que a tatuagem é algo que vai ficar no corpo da pessoa para sempre. E mesmo com tratamentos mais modernos (e caros) para apagar possíveis arrependimentos, é legal pensar muito bem antes de levar as doloridas agulhadas. Porque ferir sua própria pele para enfeitá-la pode ser até bacana, mas deve-se usar o bom senso na hora de escolher o tatuador, o local da tatuagem, o desenho. E só levar o projeto adiante no caso de pensar muito bem e ter certeza absoluta.

Por achar que até as "certezas absolutas" podem mudar com o tempo, eu prefiro continuar com minha pele do que jeito que ela é, desde que eu saí de dentro da minha moderninha mamãe.

Mas em meio a infinitas possibilidades, por que será que certas mulheres pensam, pensam, tomam a decisão de fazer uma obra de arte no próprio corpo, mas acabam tatuando os velhos clichês de sempre como:

- estrelas (no ombro, à la Monique Evans é pior ainda);
- Sol, lua ou qualquer coisa atrás da orelha;
- escrever "carpe diem";
- tribais toscos sem o menor sentido;
- golfinhos;
- cavalos-marinhos;
- borboletas;
- fadas...

E por que será que pessoas mais ousadas ainda insistem em fazer besteiras como:

- encher a cara e se tatuar (incluindo escolher o desenho);
- tatuar o nome do namorado(a);
- ser cobaia de amigos tatuadores iniciantes;
- tatuar o rosto de familiares, quando filhos ficam com a cara do boneco Chuck, do filme Brinquedo Assassino...

Portanto aqui vai o link de um blog muito engraçado, seja para quem não é adepto como eu, ou quem para quem gosta de enfeitar o próprio corpo com originais desenhos bem feitos. É o Horrible Tatoos, onde você pode encontrar todos os dias, as mais belas tatuagens do mundo, como por exemplo essa linda fada:




Vi lá no:
horribletattoos.blogspot.com