30 de jul de 2008

Clipe do Justice fazendo escola

Vez ou outra surgem inovações técnicas e/ou novas linguagens artísticas que passam a ser copiadas à exaustão. Ainda mais quando essas novas tendências (reciclagens de idéias antigas ou não) marcam época.

Atualmente existe uma leva de videoclipes que pega carona no sensacional "D.A.N.C.E" da dupla francesa Justice:



Uma idéia relativamente simples, mas muito bem realizada: animações de palavras, símbolos e desenhos nas camisetas em movimento aparecendo perfeitamente sincronizadas com a letra da música e o vídeo, que levou o Justice ao estrelato.

Desde então o clipe virou referência estética. A propaganda brasileira do Tim Festival do ano passado, por exemplo, foi totalmente inspirada nele:



O rapper Kanye West, ao perder o prêmio de melhor clipe para o Justice no MTV Europe Music Awards 2006, subiu no palco, tomou o microfone da mão deles e disse que seu clipe de "1 milhão de dólares" merecia ter ganho, copiou a fórmula (e até o estilo das letras) no vídeo "Good Life":



O elogiado cantor pop Mika também pegou carona na tendência com a simpática e divertida Lollipop:



E depois de um polêmico (e na minha opinião sem graça) clipe em que cidadãos e turistas de Paris são agredidos, o Justice bebeu na própria fonte e fez mais um vídeo bacana usando as palavras e expressões das letras como estrelas principais:

Pinto em troca de votos

Eu já tinha ouvido falar de político que compra votos com botijões de gás, dentaduras, roupas, materiais de construção, mas jamais pintinhos.



Sim. O candidato a vereador Sandro Gonzaga (PV) foi acusado pelo TRE em Rondônia de promover a distribuição de 4 mil pintinhos para eleitores em troca de apoio nas urnas.

Para mais informações, clique aqui.

Político que troca voto por qualquer coisa, ainda mais pintos, com certeza vai botar na bunda do povo!

29 de jul de 2008

Weezer e Tay Zonday atacam novamente

O mais recente clipe do Weezer, com vários "webhits" parodiados, é legal pra caramba e foi feito na medida certa para ser espalhado viralmente pela internet.

Como não são bobos nem nada, costumam fazer clipes legais e sabem divulgá-los, gravaram pequenos teasers com os protagonistas dos sucessos no YouTube e jogaram lá.

Um desses vídeos traz uma versão acústica da música "Porks & Beans" gravada no improviso com Tay Zonday, criador da grudenta "Chocolate Rain" nos bastidores do clipe:



Veja aqui também:
+ Clipe do Weezer cheio de webhits
+ Chocolate Rain e seus filhotes

28 de jul de 2008

Quem causou o choque em Lasier Martins?

Lasier Martins levando um choque de um cacho de uvas é uma cena que já virou um verdadeiro clássico dos vídeos virais. O jornalista ficou muito chateado com o acontecido e ainda mais puto com a repercussão na internet. Mas não dá pra negar que ele se tornou conhecido no mundo inteiro graças ao famoso vídeo:



O que ele não esperava era que a criatividade fanfarrona do pessoal faria surgir muitas outras versões do "triste" episódio, tentando imaginar quem poderia ter sido o responsável pela eletrificação das uvas.

Por exemplo, Homer Simpson:



Ou então, Frankenstein:



A "Power Bazuca", dos Changeman:



Quem sabe o Gyodai:



Ou até mesmo o Seu Madruga:



O que acho engraçado dessas versões é que elas repetem todos os momentos-chave do original, mudando apenas na hora do choque, o que na minha opinião deixa tudo mais engraçado justamente pela repetição. O "Áiái!" continua em todos e a assustada reação da âncora do jornal também.

A galerinha realmente "perde tempo com bobagens".

Pra saber o que aconteceu de verdade com ele, clique aqui.

25 de jul de 2008

1º bebê de proveta faz 30 anos

A britânica Louise Brown, a primeira bebê de proveta da história, comemora hoje seus 30 anos. Graças à técnica de fertilização desenvolvida por uma equipe de cientistas, a mãe dela pôde realizar o sonho de dar a luz. Assim como outras milhares de outras mulheres desde então.


Bem... a primeira vez sempre está sujeita a algumas falhas!

24 de jul de 2008

Nomes das Operações da Polícia Federal

De uns tempos pra cá, a Polícia Federal brasileira começou a fazer mais barulho. Não apenas com ações e prisões chamativas e muitas vezes "ousadas", mas também pelos criativos nomes das operações.


Decididos entre os próprios delegados que comandam as investigações, os nomes são uma mistura de citações mitológicas, nomes de animais silvestres, expressões em inglês, e muitas vezes se parecem mesmo com nomes de filhas da Baby do Brasil, como disse Marcelo Tas no CQC.

Fato é que eles são uma atração à parte, já que os figurões presos acabam rapidamente soltos pela Justiça. Como aconteceu com a recente e comentada Operação Satiagraha
que prendeu o banqueiro Daniel Dantas.

O nome do delegado que comandou a operação antes de ser afastado? Protógenes!

Para se divertir e/ou se informar melhor sobre as operações da PF e seus respectivos nomes, clique na pomposa foto:

23 de jul de 2008

Antes só do que mal acompanhado

"Personal Trainer", "Personal Stylist", "Personal Chef"... são expressões cada vez mais utilizadas nos últimos tempos. Outro dia fui comer um açaí e a granola era "Personal Cróqui". Mas um tal de Toni Sá conseguiu ir mais longe. Ele criou um serviço chamado "Personal Friend & Dancer".

“Você precisa de alguém para ouvir seus questionamentos?” Não procure um analista, que vai anotar num bloquinho a lista de compras do churrasco do fim de semana enquanto você repete os mesmos problemas de sempre.

Toni Sá é a solução!

No site www.tonisa.com.br ele afirma ser um excelente e elegante personal amigo para todas as ocasiões. Basta informar o estilo desejado que ele se veste de acordo para fazer companhia a solitárias senhoras.


Sua ficha técnica traz dados interessantes, como:

Tipo físico: Magro Longilíneo Definido
Aparência: Elegante Charmoso
Humor: Inteligente Sagaz
Livros: Títulos do Paulo Coelho
Cinema: Ação

Os preços cobrados não incluem pratos consumidos pelo amigo de aluguel, corridas de táxi, chapelaria ou outras despesas. Mas se a cliente optar por um serviço "porta a porta" ele realiza o transporte com todo garbo e elegância num luxuoso Palio 4 portas, novo, cobrando apenas uma pequena taxa adicional por isso.

Mas vale lembrar que logo de cara ele avisa: “não fazemos saídas de cunho sexual” e “não atendemos homens”. “Não fazemos”? Mas ele é um só, por que fala no plural?

Demonstrando uma certa dose de preconceito, ele acha muito estranho amigos homens irem juntos ao teatro, cinema ou outros tipos de eventos públicos. Veja essa estranha opinião na participação de Toni Sá no Programa do Jô:



Para ver a entrevista completa, clique aqui.

Será que inventam esse tipo de serviço porque tem gente que paga, ou gente paga porque alguém teve coragem de inventar esse tipo de serviço?

14 de jul de 2008

Paulo Francis e problemas tolos

Muitos jornalistas de hoje em dia não emitem mais tantas opiniões "autorais", daquelas em que pode informar sem ser necessariamente imparcial. Paulo Francis era assim.

Polêmico, excêntrico, imprevisível, provocativo. Acreditava que o importante era possuir informação suficiente para falar sem roteiro como e quanto quisesse sobre tudo.

Chamava o Teleprompter de "idiot box".

Apaixonado pela controvérsia, chegava ao ponto de defender opiniões que sempre criticou, só para exercitar a retórica.

Dizia que "qualquer pessoa inteligente é contraditória".

(Foto: Orlando Henriques)

Mesmo os que discordavam dele, paravam para prestar atenção em suas opiniões. Paulo Francis atirava para todos os lados. Começou como um intelectual de esquerda e morreu conservador e pessimista.

Por causa de seu jeito peculiar de falar, foi uma das personalidades brasileiras mais imitadas, ao lado de Silvio Santos e Lula.

Copiar os trejeitos e clichês sonoros é até fácil. Difícil mesmo é imitar a personalidade forte e a inteligência anárquica desse saudoso pensador brasileiro.

No vídeo a seguir podemos vê-lo mostrar que mesmo sendo um renomado jornalista, era folclórico até quando se preocupava com problemas tolos:



Não deixe de ver também o Especial da GNT sobre essa personalidade ímpar. Recomendadíssimo. Clique abaixo:

parte 01 - Introdução
parte 02 - Drogas
parte 03 - Jornalismo
parte 04 - Humor
parte 05 - Passado e Futuro
parte 06 - Discussões
parte 07 - Despedida

Como usar as mãos ao navegar na internet

Para os que ficaram pedindo o vídeo original "2 girls 1 cup", para o sapo Caco, para os que gostavam dos jogos pornográficos de Atari, para o "fenômeno" Ronaldo, e para todos que navegam na internet, aqui vai uma educativa mensagem de como se comportar ao usar o computador:


Vi lá no: Ovelha Elétrica

E que fantoches de bichos são esses, pelo amor de deus?

11 de jul de 2008

Reações famosas a uma nojeira famosa

O vídeo "2 girls 1 cup" fez um tremendo sucesso na internet mostrando cenas terrivelmente nojentas de duas mulheres, uma chícara e diversos tipos de fluidos corporais.

Espalhou-se como diarréia incontrolável graças a fanfarrões ao redor do mundo, que além de mostrarem aos conhecidos apenas para traumatizá-los, depois de um tempo passaram a gravar as pessoas assistindo ao famigerado vídeo.

Existem dezenas dessas reações no YouTube.

Separei aqui algumas:



Delinquentes gravaram as próprias avós, como essa:



O vídeo teve um impacto tão grande que chegou a ser citado no excelente desenho animado "Family Guy":


Caso tenham tirado do ar pela enésima vez, procure "Stewie 2 girls" no YouTube que você acha.

Para finalizar... Caco, o sapo dos Muppets (veja até o fim):



NÃO vou colocar o link do vídeo original. E NÃO recomendo que você vá atrás. É uma experiência muito desagradável.

Para ter um idéia do que se trata, veja essa paródia.

Armações no Mundo do Futebol

Ex-presidente da FIFA, o brasileiro João Havelange admitiu a existência de armações no futebol em recente entrevista.

Por ser um esporte que mexe tanto com as pessoas ao redor do mundo, o futebol consegue influenciar até mesmo o mundo da política, o que deixa tudo muito mais assustador.

É muito triste pensar que enquanto torcemos pela "poesia do acaso", seu resultado pode acabar sendo determinado em uma sórdida reunião no subsolo da decência.

Isso em campeonatos de todos os tamanhos e importâncias. Seja no Brasileiro de 2005 vencido pelo Corinthians de maneira duvidosa, ou até mesmo em Copas do Mundo.

Fato é que existe muita falcatrua e corrupção no mundo do futebol. Inclusive na organização que controla o esporte.

A própria FIFA que João Havelange presidiu.

Neste documentário da rede BBC à la Michael Moore, podemos conhecer um pouco mais desse obscuro mundo:



Veja também as partes 2, 3 e 4 do documentário.

9 de jul de 2008

O gago é pop. O gago não poupa ninguém

Lembra da nutricionista Ruth Lemos? Do fenômeno da internet "Sanduíche-iche"? Ela se confundiu toda por ouvir o som da própria voz no retorno, enquanto participava ao vivo de um programa de TV.

Agora é a vez de Solange, que aparentemente tem uma gagueira muito mais crônica, mas mesmo assim dá uma lição de cidadania num programa de rádio de Ilhéus:

7 de jul de 2008

Joguinhos pornográficos de Atari

Antes da internet, ou "Rede Mundial de Pornografia" como já disse Homer Simpson, o acesso à putaria era muito mais complicado do que hoje em dia. Os moleques tinham que se contentar em aguardar um descuido do pai, tio, ou o que fosse, para conseguir folear revistinhas de sacanagem.

Com a disseminação do videocassete (nossa, eu tô velho!) dava para ver cenas de sexo explícito em movimento. Mas para isso, era necessário ter um RG falso ou um amigo trabalhando numa locadora. Isso quando não acontecia de algum viciado em recuperação ou colecionador arrependido se desfazer de seu acervo jogando tudo no lixo, o que acabava fazendo a alegria de uma turma inteira.

A indústria da pornografia movimenta bilhões ao redor do mundo. E dentre tantos produtos eróticos que já foram lançados ao longo da história, alguns realmente surpreendem. Como por exemplo, os jogos pornôs de Atari.

O "Angry Video Game Nerd", personagem que avalia jogos de maneira cômica e agressiva em vídeos no YouTube, mostra aqui alguns desses "pré-históricos" joguinhos sacanas:



Quem mandou?
Monika Veiga

"Apagão" da internet e desespero coletivo

Depois do apagão que São Paulo sofreu na última quinta (03/07), deu para perceber como a internet é cada vez mais vital no cotidiano de cada um de nós. Ela nos dá acesso a coisas banais como fuçar a vida dos outros no orkut, mas também a serviços essenciais.

Na pane da semana passada foram afetados órgãos do governo como o Poupatempo, delegacias, o Detran, INSS, Procon, além de agências bancárias, lotéricas e empresas privadas, sem falar de milhares de residências.

Estamos dependentes da net para tudo, até mesmo para procurar notícias sobre a própria queda da internet. O desenho South Park já havia imaginado a situação antes.

Veja aqui o vídeo (em inglês):

3 de jul de 2008

Beckham leva dura da esposa

O mega "galã de futebol" David Beckham se meteu em uma enrascada. Ao lado de sua esposa e "Personal Spice Girl", Victoria Beckham, ele cometeu o deslize de se animar demais com a deslumbrante presença de uma animadora de torcida.

O resultado é essa muito bem clicada (ou montada) fotonovela da vida real. Como sempre as imagens falam mais do que mil palavras:







Quem mandou?
Flavia Boggio

2 de jul de 2008

São Paulo tipo exportação

A cidade de São Paulo é um dos principais destinos turísticos do Brasil e vem aumentando sua representatividade no cenário mundial nos últimos anos. A capital do Estado que tem o PIB equivalente ao da Argentina está ficando cada vez mais conhecida mundo afora, inclusive por quem sempre pensou que nosso país se resumia ao Rio de Janeiro.

Até mesmo filmes hollywoodianos como "Sinais" ou "Eu Sou a Lenda", por exemplo, já citam São Paulo quando querem se referir a importantes metrópoles abaixo da Linha do Equador.

Para divulgar ainda mais a cidade no resto do planeta, a São Paulo Turismo lançou uma campanha mundial intitulada "São Paulo: Todas as Cidades do Mundo". Veja a propaganda aqui:



A campanha, como toda peça publicitária, valoriza os atributos da cidade. É óbvio que não cita os defeitos. Morar em São Paulo é um desafio diário. O lugar tem problemas em quantidades faraônicas, mas também é interessantíssimo, com coisas sensacionais acontecendo o tempo todo.

Eu prefiro adaptar meu olhar ao máximo para enxergar diariamente a cidade o mais próximo possível desse vídeo, que apesar de ser "publicitarião", não deixa de mostrar coisas que realmente existem. Faço como o baiano Tom Zé, que adora “viajar parado” na metrópole que ele homenageou em 1968 com a música "São, São Paulo Meu Amor" dizendo: “...com todo defeito, te carrego no meu peito!”



Depois de uma visão publicitária e outra musical dessa cidade irresistivelmente caótica, recomendo também o vídeo abaixo, que traz um olhar jornalístico, mas igualmente belo e intenso:



E você, o que acha?

1 de jul de 2008

Tabaco proibido, maconha liberada

Deu no UOL VIAGEM (!):

A Holanda vai proibir o consumo de tabaco nos famosos coffe shops; aqueles cafés onde a venda e o consumo de maconha são permitidos.



Isso para seguir uma tendência mundial de repressão ao consumo de tabaco, principalmente em lugares públicos e fechados. Medida que eu, particularmente, acho muito bem vinda. Cigarro fede e faz mal às pessoas que estão por perto, mas não estão interessadas em inalar nicotina.

São 4,9 milhões de mortes relacionadas ao cigarro por ano. O consumo de tabaco é a principal causa de morte evitável no mundo atualmente. Nenhum produto comercializado é tão perigoso e mata tanta gente.

Ou seja: o cigarro faz mais mal que maconha. Além do poder de vício da nicotina se comparar ao da heroína, como foi publicado na edição 172 da revista Superinteressante.

Clique na capa para ler o texto:



O fato da Holanda permitir o consumo de maconha acabou com o comércio ilegal e reduziu a criminalidade no país. E quem frequenta coffe shops entra nesses ambientes consciente de que vai se expor à fumaça de maconha, portanto tem o poder da escolha. Já os que não fumam cigarro contam apenas com o bom senso de terceiros em locais fechados. Com a nova determinação, os estabelecimentos que quiserem liberar o consumo de tabaco, terão que criar áreas fechadas específicas para isso.

Mas como a maioria das pessoas que frequentam os coffe shops costuma misturar maconha e/ou haxixe com tabaco, há um dilema mais denso do que "fumaça maluca" no ar: o uso de maconha liberado, mas o de cigarro não. Misturar os dois não pode mais.

O que será que o Selton Mello acha disso?