28 de abr de 2011

Uma Música Sobre Ser Bem Sucedido




Wilson Simonal

Destino e Desatino de Severino Nonô Na Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro (Oh Yeah!)


No bairro de São Caetano
Cidade de São Salvador
Em território baiano
Nasceu Severino Nonô
Nascido de 9 meses
Filho de homem e mulher
Isso ainda acontece às vezes
Ou não é? Ou não é? Oh, yeah!

A cigana que leu seu futuro
Só lhe disse coisa de agradar
Vai ser boa vida no duro
Vai ser rico sem trabalhar
Será senador, deputado
Ou explorador de mulher
Isso é que é ter sorte, o danado
Ou não é? Ou não é? Oh, yeah!

Severino rapaz foi pro Rio
Levando a guitarra e a fome
Perdeu seu sotaque macio
E até virou Silver no nome
Com sua voz infernal
Foi ser cantor de ieieiê
Isso é que é profissão ideal
Ou não é? Ou não é? Oh, yeah!

Agora no 'How Do You Do'
É Silver no nome e na sorte
Não vê mais Cruzeiro do Sul
E sim vê o Dólar do norte
Cheio de renda e babado
E cabelão de mulher
Isso é que é ser macho danado
Ou não é? Ou não é? Oh, yeah!

Assim é que ele se trata
São carros, iate e mansões
Só vive no psiquiatra
Uma pequena fortuna em ações
É homem muito respeitado
Traído pela mulher
Isso que é ser realizado
Ou não é? Ou não é? Oh, yeah!

Oh, yeah! Oh yeah!

Oh, yeah! Oh yeah!

3 de abr de 2011

As Cenas Finais da Série "Police Squad"

O embrião da série de filmes "Corra Que a Polícia Vem Aí", com o gênio Leslie Nielsen, foi o seriado de TV "Police Squad".

O programa foi cancelado depois de apenas 6 episódios porque a direção da ABC considerou o humor muito complicado para o americano médio.

Segundo ele, o show exigia total atenção do espectador para entender as várias piadas escondidas sob o cinismo dos atores e isso espantava a audiência que não queria fazer esforço.

Ou seja: foi cancelado porque era bom.

Dentre as várias sátiras que o seriado fazia, temos a sobre finais padronizados das séries americanas, com um momento congelado enquanto rolava a trilha e os créditos.

Veja a coletânea com os inesquecíveis momentos finais de "Police Squad", quando eles apenas fingiam estar parados enquanto os créditos apareciam. Ridículo e hilário: